BIOágua


 



Escrito por mari/vanja às 16h28
[   ] [ envie esta mensagem ]




  ÁGUA=VIDA

Escrito por mari/vanja às 15h37
[   ] [ envie esta mensagem ]




Poluiçao dos rios



Escrito por mari/vanja às 15h11
[   ] [ envie esta mensagem ]





Apesar de densamente poluída, a água do Rio Doce é captada superficialmente pelas empresas públicas de abastecimento Copasa(MG); Cesan ou SAAE (ES). É grande a demanda para uso industrial, agrícola, produção de eletricidade e pesca.


Escrito por mari/vanja às 14h25
[   ] [ envie esta mensagem ]





Concentração de lixo doméstico abaixo da Cachoeira do Córrego São Silvano. São raras as iniciativas de limpeza do córrego que corta o bairro mais populoso de Colatina. A microbacia de 25 km quadrados não existe mais. Corre apenas esgotos e lixo que vão parar direto no Rio Doce.



Escrito por mari/vanja às 14h24
[   ] [ envie esta mensagem ]





Carcaças de animais são atirados dentro do Rio Doce. Também são encontrados sofás e fogões velhos, carcaças de geladeira. A maior concentração são nas áreas de circulação urbana.


Escrito por mari/vanja às 14h24
[   ] [ envie esta mensagem ]





Boca de esgoto e assoreamento do Rio Doce. Faltam recursos financeiros, técnicos, política e legislação específica para acabar com a contaminação de esgoto no Rio Doce. Tudo debaixo do nariz das autoridades.


Escrito por mari/vanja às 14h17
[   ] [ envie esta mensagem ]





Vista área do Rio Doce na região de Colatina. O assoreamento preocupa a todos. As poucas matinhas que ainda restam estão aos poucos sendo derrubadas a fim de abrir novas fronteiras agrícolas. Na zona urbana de Colatina, a Mata Atlântica representa 0,043% do que havia. Calcula-se que em todo município de 179 mil hectares, existam menos de 10, 7 mil de cobertura nativa. A terra nua nos chapadões e morros vistos na foto são a prova do dramático quadro da situação ambiental.



Escrito por mari/vanja às 14h16
[   ] [ envie esta mensagem ]





Lixões a céu aberto pontuam a maioria dos 222 municípios da bacia hidrográfica. Sem tratamento, o lixo acaba poluindo riachos e ribeirões que deságuam no Rio Doce. O acumulo de lixo na calha e nas margens, além do despejo de esgotos doméstico e industrial fazem dele um dos rios mais poluídos do mundo.

Escrito por mari/vanja às 14h15
[   ] [ envie esta mensagem ]




ESQUEMA DE TRATAMENTO DA ÁGUA

 

BREVE DESCRIÇÃO DAS ETAPAS DO TRATAMENTO

FLOCULAÇÃO:
Etapa na qual a água é agitada lentamente para a formação dos flocos.

DECANTAÇÃO:
Etapa na qual os flocos afundam separando-se da água.

FILTRAÇÃO::
Etapa que retêm os flocos que não afundaram no decantador.


FUNÇÃO DOS PRODUTOS QUÍMICOS UTILIZADOS NO PROCESSO
DE TRATAMENTO

SULFATO DE ALUMÍNIO:
Substância que agrega as partículas de sujeira que estão na água.

CAL:
Produto que corrige o pH da água.

CLORO::
Substância que mata as bactérias e microorganismos presentes na água.

FLÚOR::
Substância que auxilia na redução das cáries dentárias.


ESQUEMA DE TRATAMENTO DE ESGOTO

 



Escrito por mari/vanja às 18h12
[   ] [ envie esta mensagem ]




Você sabia que...

Há 2.000 anos, a população mundial correspondia a 3% da população atual, enquanto a disponibilidade de água permanece a mesma?

A partir de 1950 o consumo de água, em todo o mundo, triplicou?

O consumo médio de água, por habitante, foi ampliado em cerca de 50%?

Para cada 1.000 litros de água utilizada pelo homem resultam 10.000 litros de água poluída (ONU, 1993)?

No Brasil, mais de 90% dos esgotos domésticos e cerca de 70% dos efluentes industriais não tratados são lançados nos corpos d'água?

O homem pode passar até 28 dias sem comer


Mas apenas 3 dias sem água


Você sabia que.... Nesse pinga-pinga...

Gotejando, uma torneira chega a um desperdício de 46 litros por dia. Isto é, 1.380 litros por mês. Ou seja, mais de um metro cúbico por mês - O que significa uma conta mais alta?

Um filete de mais ou menos 2 milímetros totaliza 4.140 litros num mês?

E um filete de 4 milímetros, 13.260 litros por mês de desperdício?

Um buraco de 2 milímetros no encanamento pode causar um desperdício de 3.200 litros por dia, isto é, mais de trís caixas d'água?

 


Tempo de Decomposição



Escrito por mari/vanja às 18h10
[   ] [ envie esta mensagem ]




 

Distribuição da água no corpo humano

Cérebro 75%
Pulmões 86%
Fígado 86%
Músculos 75%
Coração 75%
Rins 83%
Sangue 81%


Escrito por mari/vanja às 18h08
[   ] [ envie esta mensagem ]




CURIOSIDADES


Curiosa Coincidência

Proporção de Água no Corpo Humano igual a no Planeta



Escrito por mari/vanja às 18h07
[   ] [ envie esta mensagem ]




Água: Um bem tão precioso!

Quase toda a água do planeta está concentrada nos oceanos. Apenas uma pequena fração (menos de 3%) está em terra e a maior parte desta está sob a forma de gelo e neve ou abaixo da superfície (água subterrânea). Só uma fração muito pequena (cerca de 1%) de toda a água terrestre está diretamente disponível ao homem e aos outros organismos, sob a forma de lagos e rios, ou como umidade presente no solo, na atmosfera e como componente dos mais diversos organismos.



Escrito por mari/vanja às 17h29
[   ] [ envie esta mensagem ]




O manejo racional da água

A água vem se tornando cada vez mais escassa à medida que a população, a indústria e a agricultura se expandem. Embora os usos da água variem de país para país, a agricultura é a atividade que mais consome água. É possível atenuar a diminuição das reservas locais de água de duas maneiras: pode-se aumentar a captação, represando-se rios ou consumindo-se o capital -- "minando-se" a água subterrânea; e  pode-se conservar as reservas já exploradas, seja aumentando-se a eficiência na irrigação ou  importando alimentos em maior escala -- estratégia que pode ser necessária para alguns países, a fim de reduzir o consumo de água na agricultura.

Assegurar a quantidade de água necessária não basta. É preciso manter a qualidade da água.

Milhares de lagos estão atualmente sujeitos à acidificação ou à eutroficação -- processo pelo qual grandes aportes de nutrientes, particularmente fosfatos, levam ao crescimento excessivo de algas. Quando as algas em quantidade excessiva morrem, sua degradação microbiológica consome grande parte do oxigênio dissolvido na água, piorando as condições para a vida aquática. É possível restaurar a qualidade da água nos lagos, mas há um custo e o processo leva anos.

Embora a poluição dos lagos e dos rios seja potencialmente reversível, o mesmo não acontece com a água subterrânea. Como a água subterrânea não recebe oxigênio atmosférico, sua capacidade de autopurificação é muito baixa, pois o trabalho de degradação microbiana demanda oxigênio. A única abordagem racional é evitar a contaminação.

Por sua vez, a recuperação da qualidade da água do oceano é incomparavelmente mais difícil do que a dos lagos e rios, segundo experiência já adquirida, que dita ainda mais precaução nesse caso.

Tornou-se clara a necessidade de uma abordagem integrada. Expectativas socioeconômicas devem se harmonizar com as expectativas ambientais, de modo que os centros humanos, os centros de produção de energia, as indústrias, os setores agrícola, florestal, de pesca e de vida silvestre possam coexistir. Nem sempre o fato de existirem interesses variados significa que devam ser conflitantes. Podem ser sinergísticos. Por exemplo, controle de erosão caminha junto com reflorestamento, prevenção de enchentes e conservação de água.

Um projeto de manejo de recursos hídricos deveria visar mais um aumento da eficiência no consumo de água do que um aumento da disponibilidade de água. O aumento do fornecimento de água é usualmente mais caro e apenas adia uma crise. Para alguns países, aumentar a eficiência é a única solução às vezes. A irrigação pode ser e geralmente é terrivelmente ineficiente. Na média mundial, menos de 40% de toda a água usada na irrigação é absorvida pela plantação. O resto se perde. Um dos problemas trazidos pela irrigação excessiva é a salinização. À medida que a água se evapora ou é absorvida pelas plantas, uma quantidade de sal se deposita e se acumula no solo. Novas técnicas de micro-irrigação, pelas quais tubulações perfuradas levam a água diretamente às plantas, fornecem boa maneira de conservar a água.

A captação de água subterrânea para aumentar o fornecimento de água deveria ser evitada a todo custo -- a menos que se garanta que o aqüífero de onde se tira a água será reabastecido. Como a água subterrânea se mantém fora do alcance de nossas vistas, pode se tornar poluída gradualmente sem excitar o clamor público, até que seja tarde demais para reverter o dano causado pela poluição.

A adoção de programas de prevenção de poluição é preferível à utilização de técnicas de remoção de contaminantes em água poluída, uma vez que a tecnologia de purificação é cara e complexa à medida que o número de contaminantes cresce.

Paralelo a tudo isso, existe a necessidade de se fazer mais pesquisa sobre a hidrosfera, com estudos sobre a ecologia e a toxicologia da vida marinha; sobre o ciclo hidrológico e os fluxos entre seus compartimentos; sobre a extensão das reservas subterrâneas e sua contaminação; sobre as interações entre clima e ciclo hidrológico.

"Predizer o que pode acontecer se medidas rigorosas não forem implementadas no manejo dos recursos hídricos é fácil. Rios que viraram esgotos, lagos que se tornaram fossas... Não vimos isso acontecer? Pessoas morrem por beber água contaminada, a poluição sendo carregada para o mar ao longo das praias, peixes envenenados por metais pesados e a vida silvestre sendo destruída... A política do laissez-faire com relação ao manejo da água só pode conjurar mais desgraças desse tipo -- e em escala maior.

Mas temos esperança que o reconhecimento desse fato vai estimular o governo e os povos à ação."



Escrito por mari/vanja às 17h28
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
  28/03/2004 a 03/04/2004
  21/03/2004 a 27/03/2004


Outros sites
  UOL
  água
Votação
  Dê uma nota para meu blog